Atualizar conjunto de dados c

Queremos que esse registro desapareça do conjunto de dados, ou seja, não era mais exibido no DBGrid e o próximo registro em ordem se tornou o atual. Problema: não funciona! :( Ou seja, o registro desaparece apenas quando o conjunto de dados é redescoberto, mas deve ser dinamicamente. de cuidado assistencial em um estabelecimento de saúde; Clínica: relacionada ao estado de saúde ou doença dos indivíduos, expressa em diagnósticos, procedimentos e tratamentos realizados. Este documento irá prover a especificação do modelo de informação do Conjunto Mínimo de Dados Programe uma importação de dados se quiser atualizar os dados em relação à fonte de dados original. Consulte 'Opções de importação de dados' na etapa 3 deste tópico de ajuda para obter detalhes.. Você pode importar dados de várias consultas (e fontes de dados) em um modelo e cada uma dessas importações pode ser programada separadamente. Procure por exemplos de Triggers e Cursores, mas eu não sei se SQL-Server tem isso, a maioria dos banco de dados não usam isso por ser pesado, outra maneira é criar controladores (em código e fora do banco) para realizar todas operações de banco de dados no seu sistema, dai basta atualizar utilizando ele – Sveen 12/02/18 às 11:06 Se você precisar de um conjunto exato de pacotes, crie um ambiente conda para mantê-los. Graças ao cache do pacote conda e à forma como a vinculação de arquivos é usada, fazer isso é geralmente i) rápido e ii) consome muito pouco espaço em disco adicional. Por exemplo. Evite atualizações dispendiosas, suplementos e pacotes de gerenciamento com um conjunto de ferramentas completo e de baixo custo. ... Mantenha uma cópia precisa e em tempo real de dados de produção para atualizar e migrar bancos de dados sem riscos. Mantenha a origem e o destino em sincronia até que os testes estejam finalizados. Data scraping* (raspagem de dados) é o conjunto de técnicas de criação de códigos para coletar dados disponíveis em um formato pensado apenas no usuário final do sistema. Dados Abertos do Sistema de Apoio às Leis de Incentivo à Cultura. Principal mecanismo de fomento à Cultura do Brasil, a Lei Rouanet, como é conhecida a Lei 8.313/91, instituiu o... Selecione Nova etapa, e busque por Power BI e em ações selecione Add rows to a dataset. É nesta etapa, que os dados das respostas serão inseridos dentro do nosso Dataset(Conjunto de dados). 9. Atualizar registros em um partitioned Hive table: Presume-se que a tabela principal seja particionada por alguma chave. Carregue os dados incrementais (os dados a serem atualizados) em uma tabela de migração de dados particionada com as mesmas chaves da tabela principal.

Criei um script que coleta as informações publicadas sobre os casos do coronavírus pelo Ministério da Saúde.

2020.03.12 22:05 Unanimad Criei um script que coleta as informações publicadas sobre os casos do coronavírus pelo Ministério da Saúde.

Este é o meu primeiro post no medium, mas já há um tempo que posto aqui sobre os trabalhos de coleta e análise de dados que venho fazendo.
Este artigo no medium em específico fala sobre como criei um script em python que coleta as informação da plataforma de transparência do Ministério da Saúde sobre o coronavírus, tratando-as e me retornando um CSV que é publicado no Kaggle.
Estou escrevendo um novo post falando sobre a rotina de execução do script (cron job usando um package do python) para que, sempre quando houver uma atualização na plataforma, salve os dados. Neste post também irei explicar como atualizar um conjunto de dados utilizando a API do Kaggle.
Este é o link para o artigo no medium.
Quem puder ler, me dar um feedback e/ou uma sugestão, agradeço imensamente.
submitted by Unanimad to brasil [link] [comments]


2019.11.08 17:29 morientesbr 17 dicas para você se destacar no mercado imobiliário

17 dicas para você se destacar no mercado imobiliário
Confira:
1. Se mantenha sempre à frente de seus concorrentes
Se manter atualizado não é mais um diferencial, sabemos que hoje só sobrevive tendo bons ganhos e oportunidades aqueles profissionais que se atualizam, que estudam e estão sempre buscando formas de inovar em sua área de atuação.
Assim como os profissionais do mercado imobiliário estão mudando, os consumidores também já estão lá na frente.
Quer uma prova disso? O gráfico abaixo ilustra o comportamento do consumidor de imóveis na internet, isso tudo antes mesmo de considerar falar com a imobiliária:

https://preview.redd.it/cu0p6qxhohx31.png?width=600&format=png&auto=webp&s=1838e97c370a3517540c64b99ad259b3e8ed3f10
Fonte: Think Real Estate With Google
E você como profissional precisa estar tão preparado quanto o seu cliente, esse será o grande trunfo frente ao seu concorrente! Um excelente Corretor de imóveis entende a jornada de compra do seu cliente e vê as tendências do mercado imobiliário antes de todo mundo, vou te dar uma dado importante:
30% dos consumidores compram nos 3 primeiros meses, porém outros 30% compram depois de 18 meses, os outros 40% estão no meio do caminho – Esses dados são do VivaReal.
Ter os conhecimentos necessários sobre o comportamento do seu cliente pode e vai te lançar à frente do seu concorrente, fique atento.
Separamos um vídeo muito bacana do evento dedicado ao nosso mercado que o Google promoveu há alguns anos, porém que alguns temas continuam muito atuais. Veja abaixo uma das palestras que aconteceu no Think Real Estate With Google:
2. Defina um nicho de mercado
É mais fácil conseguir conquistar os seus clientes e destacar-se diante da concorrência se você definir, para a sua imobiliária, um nicho de mercado. Pode ser a atuação somente com imóveis de alto padrão, a venda e o aluguel de bens mais populares ou você pode fazer uma segmentação por região. O que importa é descobrir onde encontrar mais clientes para a sua empresa.
Fazer isso também ajudará os seus colaboradores a ter um conhecimento mais aprofundado, tanto dos clientes quanto do mercado em que a sua imobiliária se insere, focando no público certo. Essa especialização poderá fazer toda a diferença na personalização do atendimento ao cliente, tornando seus profissionais uma referência na área escolhida.
3. Aprofunde o conhecimento sobre seus clientes
Somente um conhecimento aprofundado sobre os desejos e as necessidades dos clientes será capaz de levar uma negociação ao sucesso. Os corretores devem saber quais são as suas expectativas para que possam oferecer os imóveis que mais se aproximam a elas.
A dica, para isso, é saber ouvir, deixando de lado a ansiedade para a venda e tornando-se mais sensível e empático diante do que o cliente está expondo. Ajude a qualificar o cliente, transformando as dúvidas e indecisões em possibilidades de compra nas condições que o atendem. Por fim, é preciso que os colaboradores da imobiliária saibam vencer as inseguranças do cliente para inspirá-lo a assinar o contrato.
4. Fique atento aos resultados sempre.
Bernardo Hees, Diretor executivo da Kraft Heinz diz que existem dois tipos de profissionais: Os que batem as metas e os que explicam o motivo pelo qual não batem as metas, esse segundo porém são sempre os melhores em argumentos e fazem PowerPoint e cálculos para explicar o motivo, porém isso é irrelevante, pois a meta não foi batida.
Não faça parte do segundo grupo de profissionais, o mercado imobiliário carece de bons profissionais, com as qualificações necessárias para vendas, negociação e conhecimento de novas tecnologias. Fique sempre atento aos seus resultados – a melhor estratégia, hoje, é focar!
O mercado imobiliário em 2019 estará super aquecido e você precisa estar realmente focado e preparado para ter os resultados que você deseja, prova disso é o otimismo do setor. Há alguns meses saiu uma matéria no Estadão, onde Elie Horn, fundador e presidente do conselho de administração da Cyrela, comenta sobre o Boom no mercado que está por vir em 2019, depois de uma fase difícil para a construção civil.
Então para 2019 tenha foco no que é importante, se qualifique para atingir resultados cada vez melhores e fique sempre muito atento a novas tecnologias que facilitarão a sua vida como Corretor de Imóveis, na dica 5 vamos falar mais sobre esse tema.
5. Seus clientes valem ouro, cuide bem deles
Quando o atendimento é excelente, o preço vira Commodity, essa frase, de Luiza Helena Trajano, Presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, ilustra muito bem o que o cliente sente durante sua jornada de compra.
Seja comprando um celular seja comprando um apartamento, o sentimento de carinho e importância deve ser o mesmo. Empresas que entendem que seus clientes vem sempre em primeiro lugar, e que devem ser tratados com muito respeito e atenção estão revolucionando o mercado onde atuam.
Aqui ilustro com um outro exemplo, quando um cliente vai a uma loja Apple, ele não compra apenas um celular ou um notebook com alto valor agregado, ele sente uma experiência no momento da compra, e porque não levar a mesma sensação para quem está comprando um imóvel?
Entenda seu cliente, saiba de suas necessidades para comprar um imóvel, se tem filhos, se é casado, muitas pessoas estão investindo em um sonho, não apenas em um bem material.
Um cliente bem cuidado é um cliente que indica, se você como Corretor de imóveis quiser vender mais rápido se atente a essa dica.
6. Venda um sonho, não apenas um imóvel
Como disse na dica anterior, muitos clientes do mercado imobiliário estão comprando um sonho e não apenas uma casa. Alguns economizaram por anos, use isso a seu favor na hora da venda do imóvel!
Mostre os benefícios que o cliente poderá ter ao investir naquele imóvel, dê ideias de decoração, fale da vizinhança e o quão importante é morar naquela localidade.
Venda o sonho e a comodidade, não as características do imóvel!
7. Use a tecnologia a seu favor
Hoje em dia, não basta colocar as informações básicas sobre o imóvel para chamar a atenção dos clientes. Você pode melhorar o seu posicionamento oferecendo a eles, por exemplo, a experiência de visitar o apartamento ou a casa à venda fazendo um tour virtual pelo imóvel. Certamente, ele vai se destacar em meio a outras tantas ofertas semelhantes.
Ainda na área de tecnologia, vale a pena investir em sistemas de gestão que vão ajudar seus corretores a criarem um banco de dados mais completo, relacionando a carteira de clientes e o portfólio de imóveis de forma mais inteligente.
Utilizar a tecnologia a seu favor, pode te ajudar a entender melhor seus clientes, economizar tempo com processos que antes eram demorados e burocráticos e certamente utilizando as ferramentas corretas você consegue saber como vender mais imóveis.
Utilizar suas redes sociais também é uma boa dica para divulgar seus imóveis, claro, sempre inovando na forma de apresentá-los, ter boas fotos, vídeos do local, ter uma descrição do imóvel bem pensada e bem escrita faz toda diferença. Hoje, inclusive, o Facebook permite você incluir fotos em 360º de maneira muito simples, dessa forma você consegue criar anúncios e vender mais imóveis em menos tempo, pois consegue segmentar exatamente o seu cliente ideal.
8. Conhecimento geral é muito importante
Nunca se esqueça, o conhecimento transforma, um profissional que tem uma boa bagagem cultural e intelectual, pois diariamente você está em contato com pessoas com formações, interesses, vontades e assuntos diferentes.
Se atualizar é importante, mas filtre bem suas fontes de referência. Leia bons livros, assista filmes que requer uma reflexão maior, hoje o YouTube está recheado de profissionais falando sobre diversos temas como é o caso do Guilherme Machado.
9. Atualize sua equipe, se tiver, sobre como ser um bom corretor de imóveis
Não deixe sua equipe de corretores ficar para trás a respeito de todas as novidades e atualizações que podem ajudá-los a serem vendedores mais completos. A capacitação e a busca por conhecimentos devem ser contínuas e não dependem apenas de cursos. Ambas podem ser alcançadas por meio da participação em workshops em diversas áreas, leitura de blogs e sites do segmento, cursos online, entre outros.
Os colaboradores devem entender que, atualmente, é preciso ir além da demonstração simples das características de um imóvel, atuando como consultores do cliente na hora de fazer um investimento tão importante. Assim, devem estar no foco deles questões sobre a legislação, o desenvolvimento urbano da região onde atuam e as informações sobre o mercado e a economia macro, o marketing e a comunicação.
10. Conheça profundamente o portfólio de imóveis
Muitas vezes, os corretores acreditam que já têm todo o conhecimento necessário sobre os imóveis disponíveis pela empresa para que consigam convencer o cliente a fechar negócios. Estimule que seus profissionais conheçam profundamente o seu portfólio, indo a campo, para que possam oferecer aos interessados todas as possibilidades que vão atender aos seus desejos.
Essa atitude vai ampliar a capacidade de persuadir o cliente. Isso porque, a cada visita feita, o corretor poderá enxergar algumas situações que podem levar uma pessoa a tomar a sua decisão de comprar. Um exemplo disso é a possibilidade de mudança da planta, as características de incidência de iluminação natural, novas formas de uso dos cômodos, como a ampliação de áreas, integrando a cozinha à sala ou a sala à varanda etc.
Esse tipo de estudo pode fazer toda a diferença na apresentação do imóvel e na atuação como um consultor para o investimento. A regra é: nenhum imóvel é igual ao outro, portanto, é preciso enxergar com clareza todos os potenciais que eles podem apresentar aos futuros moradores.
11. Aposte na transparência para reforçar a credibilidade
Confiança é a palavra-chave para conquistar e fidelizar seus clientes. Por isso, sua empresa deve estimular a equipe de colaboradores a agir com transparência. É importante que haja uma relação de confiança entre os corretores e a pessoa que compra ou aluga um imóvel na sua imobiliária.
Para isso, até mesmo a linguagem corporal e o modo de se vestir dos seus colaboradores podem ter influência na credibilidade junto aos clientes. Outros fatores importantes são a integridade e a competência no uso das informações para levar às pessoas aquilo que elas estão procurando, mostrando a elas que a sua empresa atua para atender aos interesses do cliente, o que nos leva à última dica, a seguir.
12. Amplie seus investimentos em comunicação e marketing
Quanto maior a concorrência — e sabemos que esse mercado só cresce a cada ano —, maior a necessidade de se aproximar do seu consumidor em diversos canais. Essa regra vale tanto para a prospecção de clientes quanto para a captação de imóveis, aumentando as possibilidades de ampliar as suas vendas.
Escolha os portais mais acessados pelas pessoas para a busca de imóveis na internet e insira as suas melhores ofertas neles. Não se esqueça da qualidade, principalmente das informações sobre o bem e das imagens. Tudo isso ajuda a reforçar a sua presença online e a fazer com que a sua imobiliária apareça nos mecanismos de busca da internet.
O uso de redes sociais e do marketing de conteúdo também deve estar entre as suas principais estratégias de comunicação. Melhorar o desempenho da sua empresa nessas áreas fará com que ela se posicione como referência no mercado imobiliário diante do cliente, colocando-a à frente da concorrência.
13. Encante o seu cliente antes mesmo da primeira visita
Como já disse anteriormente, a jornada de compra do consumidor mudou, muitas vezes ele está fazendo as pesquisas sozinho e não precisa de um Corretor para isso.
Sendo uma realidade, onde entra o Corretor de imóveis? Entra justamente nessa parte das pesquisas, com inovação e criatividade, chamar a atenção do seu cliente se torna uma tarefa fácil.
Em a jornada de busca do seu cliente ofereça experiências diferentes da concorrência, que o deixem encantado e curioso para saber mais sobre o imóvel que está vendo.
No momento da pesquisa é que você precisa chamar a atenção e isso pode ser com você investindo em anúncios em redes sociais, trabalhando com WhatsApp, oferecendo simuladores de financiamento online e até mesmo disponibilizar um tour virtual 360º para ele acessar de qualquer lugar e conhecer todos os detalhes do seu imóvel antes mesmo de decidir entrar em contato com você.
14. Transfira o domínio do imóvel
Você já tinha ouvido falar nessa expressão? Transferir o domínio nada mais é do que uma maneira de fazer com que o cliente passe a se enxergar como dono do imóvel, antes mesmo de fechar negócio. Para isso, é preciso que os seus colaboradores saibam como fazer para encantar o seu público. Uma boa estratégia é levá-lo a ter uma experiência agradável com o imóvel.
Um bom exemplo desse tipo de estratégia são os test-drives oferecidos pelas concessionárias de veículos. Após dar uma volta com o carro e sentir-se como se fosse seu proprietário, aproveitando todos os benefícios oferecidos no automóvel (ar-condicionado, computador de bordo, conforto etc.), as chances de o cliente assinar o contrato de compra são muito maiores.
Mas como transferir esse tipo de experiência para o segmento imobiliário? Sabemos, claro, da importância da presença do corretor no momento de mostrar o imóvel para o cliente. No entanto, sair de cena por alguns momentos pode dar a ele uma sensação semelhante à do test-drive.
É nessa hora que ele vai conseguir ficar à vontade para enxergar-se morando no local, planejando a disposição dos móveis ou sonhando com as crianças brincando no quintal. Isso é ainda mais importante se ele estiver em família, pois todos poderão conversar mais livremente sobre essa experiência.
15. Seu imóvel não é caro, mostre os motivos
Se o seu imóvel está bem localizado você já tem muitas cartas na manga. Use e abuse dessas vantagens para mostrar valor na negociação e não o preço. Lembre-se que a compra de um imóvel é um sonho para muitos, então foque nisso.
Reúna todas as vantagens do imóvel como qualidade dos materiais, durabilidade e conservação das paredes, pisos, áreas externas, história do local etc.
Reúna também todas as informações possíveis da vizinhança e dos benefícios e facilidades do bairro como escolas, padarias, academias etc.
Lembra-se: mostre o valor de estar naquele local e não o preço que se paga para estar ali.
16. Tenha um processo de vendas de bem estruturado
Abordagem
Essa é a principal etapa, pois aqui ocorre o primeiro contato com seu cliente então não se esqueça de encantar o cliente o conduzi-lo à uma reunião com você para que possa entender melhor suas necessidades e fidelizá-lo desde esse momento.
Importante manter todos os contatos do cliente organizados onde você terá fácil acesso quando precisar dessas informações.
Entrevista
Após abordar seu cliente chegou a hora da entrevista, caso o cliente queira conversar com você pessoalmente é uma ótima oportunidade, mas isso não impede que você realize essa etapa por telefone mesmo.
Nessa etapa é importante você entender tudo sobre as necessidades do cliente, onde ele gostaria de morar, quais as necessidades de espaço, se tem filhos, se é casado ou casada, o que não abre mão em uma imóvel e demais informações que o ajude a selecionar o melhor imóvel.
Demonstração
Com todas as informações documentadas é hora de apresentar as opções para o seu cliente. Nessa etapa, agilidade faz toda a diferença, o mais comum é você selecionar o tipo de imóvel que mais se adequa com o perfil do seu cliente e agendar visitas presenciais aos imóveis, porém isso pode levar várias semanas e custar muito dinheiro para você pois vai depender da sua agenda e também do seu cliente.
Por isso algumas imobiliárias estão modernizando essa etapa e trabalhando com passeios virtuais em 360º, assim o cliente pode receber no mesmo dia diversos links com os imóveis selecionados e acessar de qualquer lugar, seu cliente ganha agilidade e comodidade, pois não precisará ficar se deslocando ou alocando compromissos para visitar as opções dos imóveis disponíveis.
Com os links o seu cliente pode selecionar apenas os imóveis do qual ele mais gostou apenas para conhecer os detalhes, isso irá economizar muito o seu tempo e também dinheiro, uma vez que o número de visitas presenciais será reduzido e mais assertivo.
Objeções
Um Corretor de imóveis capacitado sabe que as objeções existem e saber como contornar é um trunfo. Por isso se prepare para todas as objeções do seu cliente, faça um check list das objeções mais comuns que você, durante sua carreira, já deve ter ouvido e treine respostas consistente. Isso ajuda na sua reputação e seu cliente ficará mais seguro.
Fechamento da venda
Eis que chega o melhor momento, a venda! Nesse momento é importante o cliente já estar fidelizado e muito seguro em sua escolha. Nunca deixe de ressaltar os benefícios do imóvel e que ele será muito feliz nele, pois está fazendo uma ótima escolha.
Nessa fase é importante que você tenha toda a documentação do imóvel em dia, que todas as informações estejam corretas e tudo esteja preparado para a assinatura do contrato, ninguém gosta de surpresas no último minuto não é mesmo?
17. Valorize seu trabalho
Todo cliente além de ser bem atendido, gosta de conversar com profissionais que sabem o que estão vendendo, bem apresentados, bons de conversa e negociação.
Para você vender mais imóveis uma dica bem legal para finalizar é você valorizar o seu trabalho! Você sabe o seu potencial? Mostre para seu cliente.
Se não puder dar desconto, mostre os motivos pelo qual não consegue, valorize o seu tempo, seu dinheiro, invista em acessórios e em formações complementares que deixarão seu cliente mais seguro e você com uma reputação de qualidade.
Uma das habilidades técnicas que podem te diferenciar e valorizar o seu trabalho como um todo é a sua capacidade de comunicação.
Habilidade técnica e interpessoal juntas com o domínio verbal, tom de voz e linguagem corporal, causam uma excelente impressão sua e também do seu trabalho.
Segundo a Universidade da Califórnia (UCLA) a importância de cada uma dessas habilidades se dividem em:
7% Habilidade verbal
38% Tom de voz
55% Linguagem corporal
Seguir essas dicas, ajudará você a entender melhor como ser um bom corretor de imóveis. Hoje em dia, a atividade vai muito além da demonstração dos produtos. É preciso ser um verdadeiro consultor do mercado para convencer os clientes de que a sua imobiliária tem a oferecer exatamente o que eles procuram. A aposta na tecnologia e no marketing tem sido fundamental para ajudar na melhor atuação dos profissionais dessa área.
━━━━━━━ ⟡ ━━━━━━━
Ficou interessado em investir em imóveis?

Então entre em contato com a Morientes e conte com a ajuda especializada de quem realmente entende do setor!

Links Úteis:

Site: https://www.morientes.com.b

Blogger: https://morientesbr.blogspot.com

Reddit: https://www.reddit.com/usemorientesbr

Facebook: https://www.facebook.com/nineofficeboutique/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC_g8uXC3G894JQVoczh1rJg

Linkedin: https://www.linkedin.com/in/guilherme-morientes-031697131

Salas Comerciais: http://nineofficeboutique.com.b

Loteamentos: http://alphavillejundiai.com.b

Loteamentos: http://alphavillesorocaba.com.b

Lançamentos: https://www.morientes.com.bempreendimento/nine-office-boutique-conjuntos-salas-e-lajes-centro-jundiai/9477534-MORS

submitted by morientesbr to u/morientesbr [link] [comments]


2018.09.10 17:19 Mountaineer_br AURUTILS, Mais Um Ajudante do Aur

================ AURUTILS : AJUDANTE DO AUR ================
[Atualizado pela última vez em 18/09/18]
[!! Atualizado - Havia incompatiblidade entre os arquivos gerados pelo Repo-add e Repo-remove e depois quando se utilizava o Repose para manutençãp da base de dados; agora somente se usa o Repose]
Tutorial em Texto (Atualizado): https://docs.google.com/document/d/1syTqbeh9YOM-M8JYS_tjaleLkfESV74Q7pGEUQCZzO8/edit?usp=sharing
Tutorial em Vídeo: https://youtu.be/dAGWKwHJ4no https://youtu.be/NljLFBGERgI
== INTRODUÇÃO E BASE TEÓRICA ==
Os auxiliares ou ajudantes do Arch User Repository (AUR) automatizam certas tarefas para usar o AUR. A maioria dos auxiliares automatiza o processo de obtenção de um pacote PKGBUILD do AUR e a compilação do pacote.
*Atenção: Auxiliares do AUR não possuem suporte pelo Arch Linux. Você deve se familiarizar com o processo manual de compilação para estar preparado para diagnosticar e resolver problemas.
O Yaourt é um tipo de ajudante do AUR, porém tem-se visto ultimamente o seu desenvolvedor atualizando infrequentemente o pacote; na realidade, o Yaourt ainda funciona muito bem, porém é um bom hábito mudarmos para um auxiliar de AUR que possua um desenvolvedor animado e dócil, tanto para corrigir eventuais bugs devido a atualizações do Arch, assim como implementar funções que fazem sentido para sua comunidade.
Há um outro auxiliar de AUR muito bom escrito em Phyton e que ganhou fama rapidamente este ano, chamado de Aurman. Recentemente, o seu desenvolvedor parou com os canais de suporte direto aos usuários. Ficou irritado com tantos pedidos de funcionalidades e relatórios de erros do Aurman, e também com a ignorância dos usuários que reclamavam para ele de problemas que, na realidade, não tinham a ver com o Aurman, mas sim, por exemplo, com assinaturas GPG que não tinham sido importadas pelo próprio usuário, ou ainda PKGBUILDS que precisavam ser configurados antes da compilação.... Assim, tanto por conta dos usuários tanto por conta das pobres habilidades comunicativas do desenvolvedor, formou-se uma comunidade tóxica ao redor do Aurman.
Alternativas a esses dois grandes ajudantes de AUR são muito numerosos no mundo do Arch; o Yay tem uma boa piada de desenvolvedor na seção de "objetivos" na descrição do GitHub:
"Há um momento na vida de todos que se sente uma necessidade de escrever um ajudante de AUR porque há apenas cerca de 20 deles. Então diga oi para 20 + 1."
O Yay, programado em Go, depende de um monte de livrarias do Go. Se isso não for um problema para seu sistema, ele é super recomendável.
Ainda, em uma outra categoria de ajudantes de AUR (até agora não citamos nenhum ajudante de AUR que use "interface gráfica"), enquandram-se o Aurutils e o Bauerbill, que são coleções de scripts ao invés de algoritmos monolíticos como o Yaourt e Aurman.
Nesse tutorial, vamos instalar, adicionar um servidor do Pacman personalizado para o AUR, aprender a procurar pacotes do AUR, a instalá-los e a removê-los com o poderoso Aurutils e ferramentas do Pacman.
O desenvolvedor do Aurutils, Alad Wenter, propõe um ajudante com uma implementação com atributos de uma linguagem minimal, ou seja, uma linguagem de scripts como dash, e a preferência pela simplicidade ao invés da hiper-funcionalidade. A necessidade específica de ação de um programa segue a filosofia dos programas do UNIX.
Doug McIlroy, o inventor do sistema e um dos fundadores da tradição UNIX, resumiu (1994) a filosofia do mesmo muito tempo depois de sua criação da seguinte forma :
"Escreva programas que façam uma coisa e façam-na bem. Escreva programas para trabalhar juntos. Escreva programas para manipular fluxos de texto, porque essa é uma interface universal."
O Aurutils é na realidade um grupo de scripts que operam funções bem definidas. Vamos nos preocupar aqui somente com três dessas funções: Aursearch (busca por pacotes disponíveis nas bases de dados), Aursync (que irá usar vários scripts conjuntamente para fazer download do código-fonte e compilar um binário) e o Aurcheck (para checar por atualizações dos pacotes do AUR).
== INSTALAÇÃO & CONFIGURAÇÃO ==
O Aurutils não está disponível em nenhum repositório oficial do Pacman. O seu código-fonte encontra-se no AUR.
Se você já tiver um ajudante de AUR no computador como o Yaourt, utilize-o para compilar e instalar o Aurutils do AUR ( depois que estiver acostumado com o Aurutils, poderá remover o Yaourt -- é essa a motivação desse tutorial! )
Mas vamos supor que acabamos de instalar o Arch Linux e ainda não temos nenhum ajudante do AUR disponível no sistema. Nesse caso, vamos precisar usar as ferramentas do "Git" e o script do Pacman chamado de "Makepkg". Se não tiver o git, instale-o juntamente com suas dependências:
$ sudo pacman -S git
Abra um terminal e crie uma pasta "ajudanteaur", por exemplo, dentro da pasta do seu usuário:
$ mkdir ajudanteaur
Depois precisaremos entrar na pasta cridada:
$ cd ajudanteaur
Vamos clonar o código-fonte do Aurman pelo Git:
$ git clone https://aur.archlinux.org/aurutils.git
E dê um cd para a pasta aurutils que foi criada com o comando do git:
$ cd aurutils
Em seguida, vamos usar o script do Pacman para construir o binário e instalá-lo no sistema, mas antes precisamos adicionar a assinatura GPG do desenvolvedor do Aurutils no nosso molho de chaves no Arch , do contrário o binário não poderá ser compilado (vai dar erro):
$ gpg --recv-keys 6BC26A17B9B7018A
$ makepkg -si
Siga as instruções no visor para compilação/instalação do binário no sistema. Observe que deverá ser feita a instalação das dependências do Aurutils, também. Essas dependências incluem pacotes dos repositórios oficiais como: base-devel devtools vifm aria2 parallel expac repose . Para ter certeza que foram instalados:
$ sudo pacman -S base-devel devtools repose vifm vim aria2 parallel expac
Os pacotes mais importantes são "base-devel" e "devtools" (OBRIGATÓRIOS) que têm ferramentas para compilação de pacotes, "Repose" (OPCIONAL) que é um gerenciador de base de dados que vamos precisar no final, "vifm" e "vim" (OPCIONAL) para modificar arquivos de PKGBUILD e PATCH na linha de comando; "aria2" e "parallel" (OPCIONAIS) para downloads simultâneos; e o "expac" (OPCIONAL) que é um scrpit usado pelo Aursift, que tem funções avançadas de compilação para desenvolvedores de aplicativos...
== CRIANDO UM REPOSITÓRIO PERSONALIZADO DO AUR ==
Será necessária a criação de um repositório personalizado localmente e configurá-lo para ser utilizado pelo pacman. De acordo com o manual do aurutils, vamos primeiro configurar o repositório pessoal chamado "custom" e em um segundo momento vamos de fato criar o banco de dados "custom". Acredito que aqui a ordem dos fatores não altere o produto mas estou seguindo o tutorial do desenvolvedor.
Assim, comece criando um arquivo de configuração separado para o repositório personalisado "custom";
Como root, crie um arquivo de texto dentro da pasta "/etc/pacman.d/" com o nome "custom" e insira no arquivo de texto o seguinte:
[options] CacheDir = /vacache/pacman/pkg CacheDir = /vacache/pacman/custom CleanMethod = KeepCurrent
[custom] SigLevel = Optional TrustAll Server = file:///vacache/pacman/custom
Ainda como root, navegue até o arquivo "/etc/pacman.conf" e adicione a seguinte linha no final do arquivo, onde for possível:
Include = /etc/pacman.d/custom
Em uma janela de terminal, criaremos o diretório do respositório "custom" e depois povoar o respositório;
$ sudo install -d /vacache/pacman/custom -o $USER
Em seguida, caminhe até o diretório:
$ cd /vacache/pacman/custom
E depois vamos criar uma base de dados nova com o prohgrama Repose:
$ repose -vf custom.db
Explico, -v para verbose e -f para também criar um arquivo “custom.files” (uso do Pacman)
Por fim, sincronize as bases de dados com o Pacman:
$ sudo pacman -Syu
*Nota do desenvolvedor do Aurutils (página do manual): É recomendado usar-se o diretório de cache do pacman (CacheDir) como o provedor dos pacotes; isso evita que haja qualquer incompatibilidade entre os pacotes compilados e qualquer versão em cache. Por essa razão vamos seguir o tutorial original do desenvolvedor, mas se você quiser fazer pastas de cache para o Aurutils em outra localização diferente da que mostramos aqui, você deverá se atentar para modificar as configurações do Pacman lerem os diretórios adequados).
Configuração concluída!
== USO DOS SCRIPTS DO AURUTILS : AURSEARCH, AURSYNC E AURCHECK ==
Para procurar um pacote, usar o script "Aursearch"
$ aursearch [nome_pacote]
Para baixar o código-fonte de um aplicativo e compilá-lo como a maioria dos outros ajudantes de AUR, usa-se o script "aursync" (que roda os scripts do "aurfetch", "aurchain" e "aurbuild" em conjunto):
$ aursync [nome_pacote]
Se houver o programa "vifm", o aursync vai mostrar os arquivos de configuração para compilação do código-fonte, como PKGBUILD e PATCHES, e uma maneira de editá-los na interface de linha, do contrário o Aursync só vai mostrar uma lista com o nome dos arquivos que foram baixados; você poderá abrir e modificar esses arquivos, via interface gráfica, antes de dar prosseguimento à instalação;
*Atenção. Para SALVAR e SAIR do VIM e VIFM, aperte “Esc” e depois “:x”; Para SAIR do VIM e VIFM, aperte “Esc” e depois “:q”;
*Atenção. Se houver errors relacionados à falta da chave dos desenvolvedores no seu molho de chaves, adicione as chaves com o comando “gpg --recev-keys [CHAVE]”
Depois da compilação sem erros (que podem ser resultado de más configurações do PKGBUILD), será feita uma cópia do binário produzido no repositório "custom" que criamos, e automaticamente o Aursync irá atualizar o arquivo da base de dados e disponibilizará o registro do binário no repositório.
Porém, o binário que tem uma cópia no repositório ainda precisa ser instalado via Pacman no sistema operacional ( em /usbin ); esse é um passo normal que os ajudantes de AUR como Yaourt também fazem, porém faremos manualmente (se não me engano, no Aurutils não tem um gancho no script que faz essa parte ou eu ainda não descobri...).
Então, vamos sincronizar os repositórios, incluaindo o repo pessoal "custom", para o pacman saber quais binários estão disponíveis:
$ sudo pacman -Sy
Finalmente, podemos instalar o binário gerado pelo Aurutils no sistema. Note que o binário agora está disponível no repositório "custom" e reconhecido pelo Pacman para instalação no sistma (ou seja, instalação do binário na pasta /usbin ) :
$ sudo pacman -S [nome_pacote]
Note que o Pacman vai buscar o pacote do repositório "custom" que criamos anteriormente.
Para checar se há updates do AUR, rodar:
$ aurcheck -d custom
A flag "-d" diz para o aurcheck checar por atualizações no repositório "custom".
== MANUTENÇÃO DOS PACOTES DE CACHE DO AURUTILS & PACMAN ==
Depois de instalar e desinstalar vários pacotes pelo Aurutils, os códigos-fontes irão ficar guardados em "/home/$USE.cache/aursync", e uma outra cópia do binário compilado disponível no repositório "custom" em "/vacache/pacman/custom". Essa parte de limpeza geralmente é manual e deve ser feita periodicamente para economizar espaço em disco e consolidar a base de dados do Pacman e Aurutils.
Poderá limpar o cache de códigos-fonte em "/home/$USE.cache/aursync" sem problemas, porém os binários gerados da compilação desses cógigos-fintes ainda irão estar disponíveis no repositório "custom" do Pacman.
Para remover binários de versões anteriormente instalados que ainda estão disponíveis no repositório "custom", pode-se usar tanto o comando do Pacman ou o script de limpeza do Pacman, que são mais ou menos equivalentes. Prefere-se o método de script do Pacman, "Paccache". (Acredito que você poderá, mais seletivamente que o Paccache, deletar os pacotes com binários do repositório custom manualmente, e depois prosseguir para a reconstrução da base de dados do respositório).
O Paccache é um script poderoso e flexível para limpeza de cache do Pacman. Ele está junto com o pacote “pacman-contrib” de ferramentas mantido pela comunidade; se não tiver esse pacote ainda, instále-o com:
$ sudo pacman -S pacman-contrib
Para remover a disponibilidade dos binários de versões anteriores somente no repositórios personalizado “custom”, menos as três últimas versões de cada pacote (padrão), rodar:
$ paccache -rk 3 -c /vacache/pacman/custom
Onde “-r” é o comando de remover versões antigas; “-k” (keep) de manter o número n de versões do pacote instalado mais recentes; e “-c” designa o caminho do diretório de cache do repositório que queremos que o Paccache faça a limpeza;
Para remover todas as versões mais antigas, menos a versão atual dos binários, no repositório "custom":
$ paccache -rk 1 -c /vacache/pacman/custom
Para remover todo o cache de todas as versões de pacotes contidos no repositório "custom":
$ paccache -rk 0 -c /vacache/pacman/custom [*AVISO: Ação não recomendada pois o Aurcheck possivelmente não conseguirá procurar por atualizações de pacotes que foram removidos do cache; porém desde que o arquivo de base de dados “custom.db” não for atualizado com Repose, o Aurcheck ainda conseguirá checar por updates!]
*Atenção. Se o caminho do cache “-c /vacache/pacman/custom” não for especificado, o Paccache irá fazer a limpeza nos repositórios oficiais do Pacman e em quelquer outro repositório pessoal que tenha sido criado dentro de /vacache/pacman/ . Nesse caso, pode-se utilizar o comando do próprio pacman que é equivalente ao do Pacache para deixar as três últimas versões de pacotes nos repositórios com:
$ sudo pacman -Sc
Ou o comando abaixo para retirar todo o cache de binários disponíveis localmente de todos os repositórios (Cuidado!):

$ sudo pacman -Scc [AVISO:Comando *não recomendado também!]

Para que serve uma cópia do pacote de binário no repositório "custom"? Isso permite que o Pacman possa desinstalar um programa e reinstalá-lo no sistema mesmo sem acesso à internet; e se alguma atualização afetar negativamente um aplicativo, poderá utilizar o cache de um binário mais antigo do mesmo pacote (downgrade) que não apresente problemas.
Se você precisar fazer downgrade de um aplicativo, ou se quiser reinstalar um aplicativo que desinstalou, deverá fazer novo download do binário pelo Pacman ou recompilar pelo Aurutils pelas formas convencionais, e isso é sempre um risco já que você não sabe se uma nova versão do aplicativo irá realmente funcionar no seu sistema ao invés de usar um binário que já estava disponível no repositório pessoal! Além disso, com os pacotes com os binários já compilados no seu repositório personalizado local, poderá fazer uma cópia desse repositório no pen-drive e levar para um novo computadosistema e reinstalar todas as últimas versões dos aplicativos sem precisar compilar eles de novo do código-fonte.
Sempre que se desinstalar um pacote do sistema e quiser retirar o binário do repositório local “custom” ou limpar as suas versões antigas, é necessário atualizar a base de dados do repositório pessoal "custom" que é utilizado pelo Pacman manualmente, com a ajuda de um gerenciador de base de dados chamado "Repose" (instalado no primeiro passo deste tutorial); Navega-se até a pasta /vacache/pacman/custom e deleta-se os pacotes que não tem mais interesse e depois atualiza-se o arquivo da base dados da seguinte forma:
$ cd /vacache/pacman/custom
$ repose custom.db -v
O Repose irá atualizar o arquivo “custom.db” e -v para verbose que irá mostrar as operações que efetuou.
Para uma lista (-l) com os binários disponíveis no “custom.db”, rode dentro da pasta de cache:
$ respose -l custom.db
Nessa operação, o Repose irá verificar quais pacotes estão disponíveis de fato no cache do repositório e atualizar a base de dados. Então, é necessário usar o “cd” e caminhar até a pasta de cache do repositório “custom”, primeiro, assim o Repose poderá operar com os arquivos da pasta sem precisarmos especificar caminhos para ele.
*Em caso de manutenção e limpeza de pacotes, também não se esqueça de excluir os códigos-fonte na pasta “/home/[usuário]/.cache/aursync”
Agora, sincronize todas as bases de dados para o catálogo de programas ficarem disponíveis para o Pacman com:
$ sudo pacman -Sy
*Exclarecimento: os procedimentos manuais que qualquer ajudante ou wrapper do AUR substituem são os seguintes:
Download do código-fonte -> Compilação do binário e empactamento -> Cópia do pacote para um repositório local -> Atualização do banco de dados do repositório local -> Uso do Pacman para instalação do binário no sistema
== Exemplos de uso do Repose ==
IMPORTANTE: Caminhe até a pasta que se quer criar uma base de dados para sempre rodar os comandos da pasta em que irá de fato trabalhar:
$ cd /vacache/pacman/custom
Cria um arquivo de base de dados limpo, ou se já houver pacotes na pasta, atualiza a base de dados com os novos pacotes. Aqui, o arquivo da base de dados terá o mesmo nome que o repositório local e se chamará "custom.db":
$ repose -vf custom.db
A opção "-v" da verbose sempre pode ser utilizada para podermos ver o que o programa está fazendo, do contrário, o Repose só irá mostrar mensagens se houver algum erro ou aviso; e estamos usando de forma explícita a opção "-f" é para criar um arquivo adicional de banco de dados "custom.file" que é usado pelo Pacman (padrão).
Quando o Aurutils já tiver compilado um binário, criado o pacote para a instalação (xyz.pkg.tar.gz) e copiado ele para a pasta do repositório custom local, você poderá atualizar o arquido de banco de dados com o seguinte comando:
$ repose custom.db -v
Neste caso, como o Repose vai encontrar o arquivo "custom.db", irá simplesmente atualizá-lo e a opção "-v" vai mostrar quais pacotes ele está inserindo na base de dados (adding) e quantos retirando (dropping).
Assim, sempre que Deletar um pacote do cache do repositório local, atualize o arquivo de bacno de dados.
Após essas operações, não se esqueça de Sincronizar os repositórios do Pacman com:
$ sudo pacman -Sy
*Lembre-se que o Aursync já atualiza o arquivo do banco de dados automaticamente toda vez que compila um pacote novo.
== REFERÊNCIAS ==
1) https://wiki.archlinux.org/index.php/AUR_helpers_(Português)
2) https://wiki.archlinux.org/index.php/Talk:AUR_helpers
3) https://www.reddit.com/archlinux/comments/9aotjaurman_no_longer_being_maintained_publicly/
4) https://www.ostechnix.com/recommended-way-clean-package-cache-arch-linux/
5) https://www.reddit.com/archlinux/comments/7kxa9o/aurutils_reporemove_in_a_pacman_hook_and_list/
6) https://homepage.cs.uri.edu/~thenry/resources/unix_art/ch01s06.html
7) $ man pacman.conf Vide "REPOSITORY SECTIONS"
8) $ man aurutils
9) $ man aursync
10) $ man paccache
11) $ man repose

submitted by Mountaineer_br to linuxbrasil [link] [comments]


2015.08.10 17:02 vlribeiro Sobre a (in)segurança de denunciar um taxista

Oi, pessoal, venho relatar um caso que aconteceu comigo e meu namorado no último sábado e gostaria de ver histórias semelhantes e entender como vocês pensam sobre a melhor maneira de agir em casos similares.
Estávamos no mercado Zona Sul do Jardim Botânico, no Rio de Janeiro, no último sábado. Estávamos com compras e iríamos para Vila Isabel, na Zona Norte do Rio, de ônibus, como costumamos fazer. Entretanto, no meio tempo entre acabar de pegar tudo que precisávamos e fechar a conta no caixa, meu namorado começou a passar mal e resolvemos pegar um táxi. Estamos já acostumados a andar de Uber pela cidade, mas abrimos o app e um carro demoraria pelo menos 10 minutos pra chegar. No EasyTaxi, o taxista mais próximo chegaria em 2 minutos. Pela situação, escolhemos o táxi.
Quando o taxista chegou, o carro dele era diferente do que estava descrito no app, a justificativa dele foi que trocou de carro há 2 meses e ainda não conseguiu atualizar. Ele estava com o carro aberto e, uns 5 minutos depois de embarcarmos, perguntou:
- Querem que ligue o ar?
-Isso é medo do Uber, moço? - Respondi e dei uma pequena risada, daquelas pra quebrar a tensão natural e de maneira amigável.
Comecei a prestar atenção no motorista e, como todo taxista, ele foi puxando os assuntos normais... Falando sobre a profissão e tudo mais. Ele tinha um smartphone pendurado no painel do carro, com a desculpa de atender os chamados do EasyTaxi, ele ia alternando entre o aplicativo e o Whatsapp, onde - segundo ele mesmo nos disse - tinha um grupo com vários motoristas de táxi do Rio que passavam o dia dirigindo e trocando mensagens de texto, voz, vídeos e fotos.
Ele pegou o Túnel Rebouças e o elevado Paulo de Frontin praticamente sem parar de olhar pro Whatsapp. Enviando mensagens de voz, tocando as mensagens dos "amigos" sem nenhum pudor de ouvirmos aquelas conversas, os motoristas se zoando, falando merda um pro outro e essa foi a trilha sonora de nossa viagem. Obviamente, estávamos de cinto, pois ele passava mais tempo olhando pra tela do telefone que pra pista.
Durante a conversa, entre outras coisas, ele também disse que quando está livre, não fica circulando. Para em uma esquina e fica esperando o EasyTaxi apitar uma notificação de corrida. Queria saber se ele pode fazer isso. Taxistas que não possuem ponto fixo podem ficar parados em algum ponto da cidade esperando uma corrida indefinidamente?
Ele também disse outras coisas já esperadas de um taxista, como que não leva passageiros que queiram ir "além do Méier" (um bairro da zona norte do Rio) e que se puder, só roda na zona sul. Também se alguém pegar o carro dele indo pra Niterói, ele recusa a corrida. Pelo que entendo, ele também não tem o direito de recusar corridas. Estou certo?
Descemos muito transtornados com todo o conjunto da obra que só serviu pra nos reforçar a ideia de continuar pegando o Uber, enquanto for possível.
Demos 2 estrelas na avaliação do motorista no aplicativo, mas ficamos pensando até que ponto seria seguro fazer uma reclamação mais formal do taxista. Para que órgãos devemos fazer essa reclamação? E não existe o risco de ele ter em mãos nossos dados de cadastro, como telefone, nome, foto e etc?
Como vocês lidam com situações desse tipo? E como podemos fazer uma reclamação formal de um taxista, que dê resultados e que não exponha nossos dados pessoais ao motorista?
submitted by vlribeiro to brasil [link] [comments]


Estruturas de Dados - struct com Menus Inteligentes Notación de Conjuntos por Extensión y Comprensión - YouTube Criando Aplicações WEB com ASP.NET e C# - Atualização de Materias Aula 5 Espacio muestral - Clase de sucesos - Lanzar dos dados ... Operaciones entre conjuntos 2 - Examen de Admisión Universidad Nacional de Colombia Como alterar a fonte de Dados no Power BI - YouTube Curso de C++ - Aula 22 - Agrupando dados com structs COMO SE ATUALIZA OS DADOS DE NAVEGAÇÃO? #17 - YouTube Complemento de un Conjunto - YouTube Inserir, deletar, carregar e atualizar.C# - SQL (Método ...

Ferramenta completa de software de replicação de dados no ...

  1. Estruturas de Dados - struct com Menus Inteligentes
  2. Notación de Conjuntos por Extensión y Comprensión - YouTube
  3. Criando Aplicações WEB com ASP.NET e C# - Atualização de Materias Aula 5
  4. Espacio muestral - Clase de sucesos - Lanzar dos dados ...
  5. Operaciones entre conjuntos 2 - Examen de Admisión Universidad Nacional de Colombia
  6. Como alterar a fonte de Dados no Power BI - YouTube
  7. Curso de C++ - Aula 22 - Agrupando dados com structs
  8. COMO SE ATUALIZA OS DADOS DE NAVEGAÇÃO? #17 - YouTube
  9. Complemento de un Conjunto - YouTube
  10. Inserir, deletar, carregar e atualizar.C# - SQL (Método ...

Complemento de un conjunto, explicación de una de las operaciones de conjuntos que es el complemento de conjuntos, dentro del curso de conjuntos. Curso compl... Sabe como o piloto sabe a hora de descer? O que é AIRAC? Como o piloto pousa sem ver a pista? Estas e outras questões no Aerolito episódio 17. Para ler sobre... Notación de conjuntos por comprensión y extensión, varios ejemplos de la forma de escribir un conjunto por extensión cuando está escrito por comprensión y vi... Ejemplo que muestra cual es el espacio muestral de un experimento probabilístico como es lanzar dos dados. También se muestra una clase de sucesos ejemplo ex... Curso de Programação em C/C++ - Aula 11 - Tipos de Dados compostos: Enum e Struct - Duration: 17:13. G-Tech Soluções 36,570 views. 17:13. Nossa aplicação vem evoluindo a cada novo passo, mas, o que é uma aplicação se não pudermos atualizar os registros afim de correção de erros de digitação. Para realizar a consulta na ... NÃO DEIXE DE SE INSCREVER NO CANAL!!! Mostramos neste vídeo como alterar a fonte de dados no Power BI. Fácil e rápido de fazer seguindo nossas dicas. Quer le... Estruturas de dados - struct com Menus Inteligentes em Linguagem C puro. Esta estrutura é do tipo estática usando é claro vetor estático. O programa é todo c... Dados los conjuntos: C = { x ∈ N / x es múltiplo de 5} D= { x ∈ N / x es múltiplo de 2} entonces se puede afirmar que: A. C ∪ D={ múltiplos de 7 } B. C ∩ D={ múltiplos de 7 } C. C ... Método básico para inserir, deletar, carregar e atualizar dados utilizando C# em conexão com SQL SERVER. Lembrando que, quem procura fazer um site ou sistema...